comentar
r, em 22.02.08 às 17:54link do post | favorito
A comunicação social Portuguesa é de facto paradigmática…. São sempre tão solícitos a falar mal da AMADORA, quando acontece algum problema, seja ele de que índole for.
 
Aliás, se existe um grande responsável pelo estigma negativo que ainda paira sobre a Amadora, a culpa é , em grande parte, da nossa “belíssima” Comunicação Social.
 
No entanto, e no que respeita ao assunto identificado em epígrafe, nada disse. Porque será????
 
Será que na Amadora não choveu tanto como em Lisboa, Odivelas, Loures ou Oeiras???? É que a Amadora fica precisamente no centro/meio destas autarquias!!!!
 
A resposta é simples. não escreveram uma linha porque na Amadora, devido ao bom trabalho desenvolvido pela Câmara Municipal,  (importa referir que os Munícipes sabem desde quando é que deixou de haver inundações na Amadora) através da limpeza de sarjetas, linhas de água, ruas, etc.. não se verificaram nenhuns problemas… e isso não interessa referenciar, o que interessa à comunicação social é noticiar quando existe “sangue”, o que, felizmente na Amadora não aconteceu.
 
Como nenhum órgão de Comunicação Social escreveu sequer que na “Amadora não houve registos de incidentes”, escrevo eu, vale o que vale mas fica o registo.
 
Marcadores: , ,

Vila Chã a 23 de Fevereiro de 2008 às 11:02
Bravo!

Os únicos incidentes que tenho conhecimento foi a derrocada parcial de um muro da Escola D. João V e hoje li, na imprensa, que a CMA tomou posse administrativa de um prédio devido ao risco de derrocada interior, sendo que o dito prédio é clandestino e situado na Brandoa.

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
23

24
26
27
28
29


blogs SAPO