comentar
r, em 03.03.09 às 13:59link do post | favorito

Modalidade de ficção narrativa

A Câmara Municipal da Amadora aprovou as Normas de Concurso referentes à 12.ª edição do Prémio Literário Orlando Gonçalves, que este ano irá avaliar trabalhos de ficção narrativa.

A 12.ª edição do Prémio Literário Orlando Gonçalves tem, tal como nos anos anteriores, o objectivo de incentivar a produção literária, contribuindo para a defesa e enriquecimento da língua portuguesa.

Na presente edição serão avaliados trabalhos de ficção narrativa, inéditos e obrigatoriamente escritos em língua portuguesa, sendo que cada concorrente pode apresentar mais do que um trabalho, desde que enviados separadamente e com pseudónimos diferentes.

As obras a concurso serão avaliadas pelo júri constituído por um elemento da Sociedade Portuguesa de Autores, um elemento da Associação Portuguesa de Escritores e um elemento em representação da Câmara Municipal da Amadora. Os nomes destes elementos serão divulgados oportunamente.

O prémio, de cerca de 5 mil euros será entregue em cerimónia pública, no dia 30 de Setembro, sendo que os trabalhos deverão ser entregues até ao próximo dia 26 de Junho.

O texto completo das Normas de Concurso será colocado brevemente no site da Câmara Municipal da Amadora, em www.cm-amadora.pt.

O Prémio
O Prémio Literário Orlando Gonçalves, instituído em 1998 pela Câmara Municipal da Amadora, tem por objectivo, por um lado, homenagear a memória do escritor e jornalista Orlando Gonçalves, e por outro incentivar a produção literária, contribuindo para a defesa e enriquecimento da língua portuguesa.
Este prémio destina-se a galardoar, anualmente e de forma alternada, uma obra de ficção narrativa e um trabalho jornalístico de investigação ou grande reportagem.

Orlando Gonçalves
Orlando Bernardino Gonçalves, um dos percursores do movimento neo-realista português, foi escritor e jornalista de imprensa escrita e de rádio, tendo sido inclusive Director do jornal Notícias da Amadora durante mais de trinta anos, actividade que sempre desenvolveu a par das suas intervenções cívicas e políticas na defesa dos direitos e deveres de uma cidadania plena, consciente e esclarecida, sustentada pelo enriquecimento intelectual.

Orlando Gonçalves foi agraciado com a Medalha de Ouro da Cidade da Amadora em 1989, em 1993 o seu romance Enredos da Memória foi galardoado com o Prémio Literário Cidade da Amadora e em 1997 foi mais uma vez homenageado pela Câmara Municipal da Amadora, por ocasião das comemorações do 25 de Abril.
(CMA)

 

Marcadores: ,

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
14

15
19
21

22
23
25
26
28

29
30
31


blogs SAPO