comentar
r, em 21.01.08 às 15:11link do post | favorito

No próximo dia 26 de Janeiro pelas 14h15, a ARQA – Associação de
Arqueologia da Amadora realiza um passeio pedestre pelo património cultural da
Amadora.

Ao longo dos cerca de 5 quilómetros do percurso iremos visitar a
Necrópole de Carenque, a Vila Romana da Quinta da Bolacha, o Casal e a antiga
Aldeia da Falagueira, entre outros locais.

A participação é gratuita, devendo no entanto ser feita inscrição prévia para o
e-mail
associacao@arqa.pt ou tel. 964648318.

Este passeio encontra-se integrado no programa de comemoração dos 20 anos da
ARQA.

Agradecemos divulgação,

A Direcção da ARQA
associacao@arqa.pt
www.arqa.pt
964648318

Marcadores: ,

comentar
r, em 16.01.08 às 15:32link do post | favorito

Exposição “Jovem Aposta em Ti” – Prémio de Pintura e Escultura Artur Bual

As obras “Shortcut” (pintura), de Joana Florêncio e “Acorrentado” (escultura), de Jaime Guilherme, foram os grandes vencedores da 4.ª edição do Concurso “Jovem Aposta em Ti”, dedicada ao Prémio de Pintura e Escultura “Artur Bual”.

Esta edição contou com a participação de 57 artistas, que apresentaram um total de 88 obras (80 pinturas e 8 esculturas).

Foram seleccionadas 64 obras para integrarem a exposição, que é inaugurada no próximo dia 19 de Janeiro (sábado), pelas 17.00H, no Centro de Juventude da Amadora, e estará patente até ao próximo dia 7 de Março de 2008.

Foram ainda atribuídas as seguintes menções honrosas:
Pintura
Alexandra de Pinho – “Omphaloskepsis”;
Susana Lemos – “A girafa, o gato e outros seres”;
Mara Costa – “S/ título”;
Ana Pais Oliveira – “Mesmo antes de chegar”;
Neves Guerreiro – “Show time”;
João Custódio – “Ícaro”;
Nuno Quaresma – “Viagem rumo à ilha da utopia”.

Escultura
Filipa Nuñez – “#EGG/Double”;
Apolo Martins – “Dias Felizes”

Centro de Juventude da Amadora
Travessa de St.ª Teresinha, Brandoa – 2650-118 Amadora
Horário:
2.ª a 6.ª feira, sábados e feriados, das 9.30h às 17.30h
Mais informações através do n.º de telefone 21 492 42 00

 

Marcadores: , ,

comentar
r, em 15.01.08 às 17:26link do post | favorito

Notícia Diário Digital / Lusa

O primeiro-ministro afirmou hoje que o Governo vai fazer parcerias estratégicas com as autarquias para alargar a rede do ensino pré-escolar e atingir em 2009 os 100 por cento de cobertura para as crianças com cinco anos.

«Faremos parcerias estratégicas com as autarquias para conseguir que a nossa rede de pré-escolar atinja os 100 por cento em 2009 para as crianças com cinco anos», disse José Sócrates, no final de uma reunião em Lisboa de mais de duas horas com 25 autarcas das regiões metropolitanas de Lisboa e Porto.

Sócrates afirmou que «o país fez um grande progresso na área do ensino pré-escolar», mas reconheceu que ainda restam concelhos, «em particular nas áreas metropolitanas», com percentagens abaixo da média nacional de cobertura.

«Nalguns casos ficam-se apenas pelos 50 por cento», afirmou o primeiro-ministro, que considerou o ensino pré-escolar «decisivo» para o sucesso escolar nos anos posteriores.

«Há 10 anos a taxa insucesso escolar no 1º ciclo do básico era 10 por cento. Agora temos apenas cinco por cento. Isso deve-se ao investimento no pré-escolar e é por isso que é preciso alargar a rede», acrescentou.

Na reunião, além dos 25 autarcas, participaram o ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, e a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues.

À saída do Centro Cultural de Belém, onde decorreu o encontro, a titular da pasta da Educação reconheceu que nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto «vai ser preciso fazer um investimento que resolva os problemas das crianças com cinco anos».

«Existe uma dinâmica já criada com as autarquias, que estão a aprovar cartas educativas», afirmou a ministra.

Apesar de reconhecer que «não é possível identificar ainda o montante» que será necessário investir para concretizar o alargamento da rede pré-escolar nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, Maria de Lurdes Rodrigues garantiu que «serão disponibilizados os recursos que forem necessários».

«Contamos também com o privado. Haverá reuniões em particular com cada autarquia e contamos com as instituições de solidariedade social, que foram agentes muito importantes no alargamento pré-escolar no final dos anos 90. É necessário ver qual é o contributo que ainda podem dar nalgumas destas regiões», afirmou a ministra.

«O esforço é ainda significativo e contamos com todos, sejam eles privados ou não», acrescentou.

Segundo dados do executivo, actualmente cerca de 77 por cento das crianças entre os três e os cinco anos frequentam o ensino pré-escolar em Portugal.

Na reunião participaram, entre outros, os presidentes das câmaras de Gondomar, Gaia, Maia, Guimarães, Felgueiras, Loures, Vila Franca de Xira, Odivelas, Amadora, Sintra e Palmela.

Escrevo eu:   No Município da Amadora se atendermos à procura conjunta das redes Públicas (63 Salas) , rede Solidária (71 salas) e Estabelecimentos de iniciativa Privada (31 salas) a taxa de cobertura do Pré-escolar é superior a 100%, visto que a taxa de ocupação da rede Pública é de 85%, havendo apenas 4 estabelecimentos cuja taxa de ocupação é de 100%.

 

Importa ainda referir que o Município da Amadora tinha no ano lectivo de 1997/1998 6 salas de Pré-Escolar da rede Pública para todo o Município, conta hoje com 63 Salas…..

 

Marcadores: ,

comentar
r, em 10.01.08 às 12:13link do post | favorito
Basta um toque… e uma equipa de intervenção vai a sua casa fazer pequenas reparações.
 
Esta iniciativa da Câmara Municipal da Amadora é gratuita e dirigida a maiores de 65 anos, deficientes e pessoas dependentes com baixos rendimentos e já está em funcionamento.
 
Os objectivos deste programa são o proporcionar aos destinatários a realização de pequenas reparações/adaptações na sua habitação; Promover a melhoria e qualidade de vida dos beneficiários; Apoiar a permanência de pessoas no domicilio assegurando as necessidades relacionadas com a sua mobilidade, segurança e conforto; e constituir uma resposta complementar de apoio às Instituições prestadoras de serviços de apoio.
 
Podem beneficiar deste serviço Idosos com 65 ou mais anos, pessoas portadoras de deficiência e pessoas em situação de isolamento ou dependência, quando o rendimento per-capita é inferior à pensão social.
 
Os serviços executados (pequenos arranjos ou adaptações) podem ser de Carpintaria, Pedreiro, Serralharia, Electricidade, Comunicações, Canalização, Isolamentos, Impermeabilizações, Substituição de vidros, deslocamento de móveis, substituição de pilhas em relógios de parede, etc,etc….
 
Para mais informações sobre o Projecto “Amadora Multiserviços” contactar o Gabinete de Acção Social da Câmara Municipal da Amadora através dos seguintes contactos:
 
Tel. +351 21 4920464; + 351 21 4930494
Fax: + 351 21 4920577
e-mail:
gas.cmamadora@gmail.com
 
AMADORA MULTISERVIÇOS
NÙMERO VERDE 800 207 632
 
Entidade Promotora - Câmara Municipal da Amadora
Entidade Parceira – Escola Intercultural das Profissões e Desporto da Amadora
 
Marcadores: ,

comentar
r, em 08.01.08 às 11:21link do post | favorito

A Câmara Municipal da Amadora aprovou o Programa Municipal de Empreendedorismo Social – Amadora EMPREENDE, que se reveste de carácter experimental e se estabelece para o horizonte temporal 2008-2009.

O Amadora EMPREENDE tem como objectivo central a identificação de ideias viáveis de negócio e a facilitação dos seus percursos concretizadores, prevendo como resultado a criação de Empresas, Cooperativas ou projectos de carácter produtivo no âmbito do tecido associativo do Município da Amadora, que promovam a capacidade concretizadora dos jovens e a mobilidade e a inclusão dos públicos em situação de fragilidade social.

O objectivo geral deste Programa desdobra-se em quatro objectivos estratégicos: Empreendedorismo Jovem, Empreendedorismo de Activos e Desempregados, Acções facilitadoras e Capacitação e Desenvolvimento.

A Autarquia deliberou também sobre o Plano de Acção para 2008/2009 e aprovou ainda a minuta do protocolo relativo à implementação do Projecto de Incubadora Quick, que materializa o objecto 1 (Empreendedorismo Jovem), do programa referido.

O Projecto Quick tem como conceito-base a criação de uma plataforma de contacto entre os jovens com potencial empreendedor, a autarquia, a universidade (ISCTE – Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, através do Uniaudax – Centro de Investigação e apoio ao Empreendedorismo e às Empresas Familiares) e o meio empresarial.

Tem ainda como objectivos atrair, fixar e desenvolver o capital humano jovem do município da Amadora; desenvolver a iniciativa empreendedora dos jovens e apoiar as melhores ideias de negócio, privilegiando a inovação e as actividades de elevado valor acrescentado inseridas na sociedade do conhecimento.


Visa ainda garantir o acesso (em igualdade de oportunidades, nomeadamente nas dimensões do género, condição social, origem cultural, étnica, religiosa, grau de instrução ou outras) dos jovens a meios materiais e logísticos gratuitos que lhes permitam desenvolver com sucesso as suas iniciativas empresariais durante um período inicial.

Mais informações sobre o Programa pode contactar :

DEC - DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA

Av. Gago Coutinho, 49, 2º e 3º / Edifício Babilónia

Telefone: 21 436 90 93

 

Marcadores: ,

comentar
r, em 07.01.08 às 18:18link do post | favorito
Noticia da Rádio Renascença
As câmaras municipais demoram, em média, sete meses a fazer os pagamentos às empresas de construção civil, acusa a Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas (FPICO).
 

A FPCIO fez as contas e concluiu, num relatório a que a Renascença teve acesso, que há mesmo autarquias que chegam a demorar dois anos a pagar as suas dívidas.


De acordo com a lei, os pagamentos devem ser feitos dentro de um prazo máximo de dois meses, mas apenas 5% das autarquias cumprem este prazo.

Reis Campos, presidente da FPCIO explica que o atraso no pagamento das câmaras é prejudicial para as empresas de construção civil, sendo que muitas delas acabaram por abrir falência.

“Nós temos a taxa [de juro] mais elevada dos últimos seis anos. Hoje, o atraso no pagamento, tem um efeito muito mais penalizador para as empresas. O Estado exige das empresas que cumpram os seus compromissos fiscais, mas não paga a tempo e horas”, denuncia.

Lisboa entre as piores pagadoras

Segundo o relatório da FPCIO, Lisboa, Cabeceiras de Basto, Castelo de Paiva, Figueira da Foz, Santa Maria da Feira e S. Pedro do Sul são as autarquias que demoram mais tempo a pagar as suas dívidas – em média dois anos.

Por outro lado, as câmaras mais rápidas são Almada, Amadora, Guimarães e Tavira.

Escrevo eu: é um prazer, enquanto Municipe da Amadora, saber que a minha Câmara Municipal é pessoa de bem e boa pagadora.....

Marcadores: ,

comentar
r, em 07.01.08 às 11:16link do post | favorito

A Câmara Municipal da Amadora aprovou a minuta do protocolo de colaboração a celebrar com a “Modelo Continente S.A.”, relativo ao projecto “Hiper Natura Continente”, que tem em vista apoiar a conservação, manutenção e/ou recuperação de espaços verdes e outros espaços, no âmbito de actividades em prol do ambiente e da natureza, integrando-os na vida dos cidadãos.

No caso concreto da Amadora, o espaço intervencionado será, nesta fase, o circuito pedonal situado na Estrada dos Salgados, Freguesia da Falagueira, procurando-se melhorar o pavimento do circuito, de forma a permitir que cada vez mais munícipes adoptem aquele espaço para a prática de exercício físico.
Marcadores: ,

comentar
r, em 03.01.08 às 18:55link do post | favorito
Notícia Lusa/Sol…
 
Primeira fase do metro de superfície ligará seis freguesias a partir de Maio de 2009.
 
A primeira fase do metro de superfície da Amadora, que ligará seis freguesias do concelho numa extensão de sete quilómetros, deverá estar concluída em Maio de 2009 e custará onze milhões de euros.
 
Durante uma cerimónia de apresentação do projecto, na estação de metro Amadora-Este, o vereador dos Transportes na Câmara da Amadora, Gabriel Oliveira, explicou que o novo meio de transporte permitirá reduzir em quase cinco mil toneladas a emissão anual de dióxido de carbono, já que não é poluente e motiva a redução de viaturas ligeiras e dos tradicionais autocarros no centro da cidade.

«Os rodados são com pneus de borracha, possibilitando subir pendentes topográficas acima dos doze a quinze por cento, enquanto nos rodados metálicos [carris] não se ultrapassa os sete por cento», exemplificou o responsável, sublinhando que o metro ligeiro de superfície apresenta também custos seis vezes mais económicos,

«Os impactos são muito poucos: só se gasta com a aquisição de equipamento, semaforização dos cruzamentos, correcção de arruamentos, instalação de uma catenária e pavimentos de cor diferente», referiu.

Face ao metro ligeiro em carril, o metro em rodado de borracha - «amigo do ambiente» - apresenta ainda como vantagens uma reduzida produção de ruído e a capacidade de se manobrar em espaços menores.

Na sua primeira fase, a concluir até Maio de 2009, o metro de superfície irá ligar as estações de metro Amadora-Este e Reboleira (esta ainda por construir) ao futuro centro comercial Dolce Vita Tejo, passando pelas freguesias da Venda Nova, Falagueira, Mina, São Brás e Brandoa.

Ao longo de sete quilómetros, quinze a vinte paragens semelhantes às dos autocarros receberão diariamente quinze a vinte mil passageiros.

Segundo
Gabriel Oliveira, trata-se de um investimento - sem percentagens definidas - do Estado, da Câmara Municipal da Amadora e do Dolce Vita, mas a autarquia está ainda a tentar envolver outros privados.

Numa segunda fase, o troço será estendido aos concelhos de Loures e Odivelas, não se conhecendo ainda os prazos e investimentos da obra.

«Os contactos com Loures estão quase fechados. No caso de Odivelas, a Câmara ainda tem de definir o projecto», explicou.

Presente na divulgação do projecto, a secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, elogiou a «iniciativa municipal» da Amadora na construção do metro ligeiro e definiu o projecto como uma «referência de partilha de responsabilidades» entre os sectores público e privado.
Lusa / SOL
 
Escrevo eu: Ficou por dizer que foi também lançado o Concurso Público Internacional de concepção/construção do prolongamento da linha de Metro da estação Amadora-Este à Reboleira...
 
Marcadores: ,

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
17
18
19

20
25
26

27


blogs SAPO
subscrever feeds