comentar
r, em 15.01.08 às 17:26link do post | favorito

Notícia Diário Digital / Lusa

O primeiro-ministro afirmou hoje que o Governo vai fazer parcerias estratégicas com as autarquias para alargar a rede do ensino pré-escolar e atingir em 2009 os 100 por cento de cobertura para as crianças com cinco anos.

«Faremos parcerias estratégicas com as autarquias para conseguir que a nossa rede de pré-escolar atinja os 100 por cento em 2009 para as crianças com cinco anos», disse José Sócrates, no final de uma reunião em Lisboa de mais de duas horas com 25 autarcas das regiões metropolitanas de Lisboa e Porto.

Sócrates afirmou que «o país fez um grande progresso na área do ensino pré-escolar», mas reconheceu que ainda restam concelhos, «em particular nas áreas metropolitanas», com percentagens abaixo da média nacional de cobertura.

«Nalguns casos ficam-se apenas pelos 50 por cento», afirmou o primeiro-ministro, que considerou o ensino pré-escolar «decisivo» para o sucesso escolar nos anos posteriores.

«Há 10 anos a taxa insucesso escolar no 1º ciclo do básico era 10 por cento. Agora temos apenas cinco por cento. Isso deve-se ao investimento no pré-escolar e é por isso que é preciso alargar a rede», acrescentou.

Na reunião, além dos 25 autarcas, participaram o ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, e a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues.

À saída do Centro Cultural de Belém, onde decorreu o encontro, a titular da pasta da Educação reconheceu que nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto «vai ser preciso fazer um investimento que resolva os problemas das crianças com cinco anos».

«Existe uma dinâmica já criada com as autarquias, que estão a aprovar cartas educativas», afirmou a ministra.

Apesar de reconhecer que «não é possível identificar ainda o montante» que será necessário investir para concretizar o alargamento da rede pré-escolar nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, Maria de Lurdes Rodrigues garantiu que «serão disponibilizados os recursos que forem necessários».

«Contamos também com o privado. Haverá reuniões em particular com cada autarquia e contamos com as instituições de solidariedade social, que foram agentes muito importantes no alargamento pré-escolar no final dos anos 90. É necessário ver qual é o contributo que ainda podem dar nalgumas destas regiões», afirmou a ministra.

«O esforço é ainda significativo e contamos com todos, sejam eles privados ou não», acrescentou.

Segundo dados do executivo, actualmente cerca de 77 por cento das crianças entre os três e os cinco anos frequentam o ensino pré-escolar em Portugal.

Na reunião participaram, entre outros, os presidentes das câmaras de Gondomar, Gaia, Maia, Guimarães, Felgueiras, Loures, Vila Franca de Xira, Odivelas, Amadora, Sintra e Palmela.

Escrevo eu:   No Município da Amadora se atendermos à procura conjunta das redes Públicas (63 Salas) , rede Solidária (71 salas) e Estabelecimentos de iniciativa Privada (31 salas) a taxa de cobertura do Pré-escolar é superior a 100%, visto que a taxa de ocupação da rede Pública é de 85%, havendo apenas 4 estabelecimentos cuja taxa de ocupação é de 100%.

 

Importa ainda referir que o Município da Amadora tinha no ano lectivo de 1997/1998 6 salas de Pré-Escolar da rede Pública para todo o Município, conta hoje com 63 Salas…..

 

Marcadores: ,

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
17
18
19

20
25
26

27


blogs SAPO
subscrever feeds