comentar
r, em 27.05.10 às 17:09link do post | favorito

 

Abertura oficial decorre no sábado, dia 29 de Maio, pelas 10h30

 

  

 

A abertura oficial do espaço marca a recuperação e a devolução de um espaço de lazer à comunidade local, bem como a todos os munícipes que queiram visitar aquele espaço.

 

A Câmara Municipal da Amadora investiu cerca de 500 mil euros na requalificação do jardim integrante da Quinta construída no século XVIII. Da sua história, sabe-se que em 1813 a quinta era habitada apenas pelos caseiros e que, na primeira década do Século XX, ali viveu o Padre Himalaia, famoso pelas suas invenções.

Em 2003, a Câmara Municipal da Amadora adquiriu o imóvel, com o objectivo de assegurar a sua preservação, estando a decorrer a reabilitação e reconversão do mesmo em centro cultural e espaço de lazer.

No espaço agora recuperado e aberto à população existem várias zonas de estar para a 3.ª idade e todo um manancial de espécies arbóreas que, em conjunto, constituem mais um espaço de lazer na freguesia da Damaia.

A entrada no Jardim situa-se no Largo Padre Himalaia, nas traseiras da Rua Carvalho Araújo. (cma)

 

O Jardim do Palácio/Quinta Condes da Lousã, na Damaia, vai ser aberto à população já a partir do próximo sábado, dia 29 de Maio.
 

comentar
r, em 30.09.08 às 15:11link do post | favorito
 
Mais de metade, num total de 19, dos bairros degradados da Amadora foram extintos entre 1994 e 2006, refere o Relatório do Estado do Ordenamento do Território (REOT) do município.

 

 
 
Elaborado por uma equipa de técnicos da autarquia, com o apoio da Universidade Nova de Lisboa, o documento, que está integrado na avaliação do Plano Director Municipal (PDM), é o primeiro REOT municipal a ser divulgado publicamente, incluindo um balanço da gestão e da transformação do solo concelhio durante aquele período.
 

No que respeita à base produtiva do concelho, as conclusões apontam para um aumento do número de estabelecimentos em 87 por cento e o crescimento do emprego em 46 por cento, destacando uma "situação emergente favorável no domínio dos serviços intensivos em informação e conhecimento".

 

O relatório reconhece, no entanto, que o incremento do emprego se verificou nos ramos que absorvem mão-de-obra menos qualificada, permitindo que se mantenha um desemprego de longa duração.

 

Entre as debilidades, regista-se também que um quarto da população residente com mais de quinze anos depende do sistema de protecção social.

 

O envelhecimento da população, a insuficiência de equipamentos para idosos e creches e a prevalência de um modelo de uso do território "dominantemente habitacional" são, por outro lado, características do concelho que afectam a qualidade de vida dos cidadãos.

 

Apesar dos pontos negativos, o número de espaços verdes por habitante duplicou entre 1994 e 2006, a rede viária construída e beneficiada foi estendida de 256 para 365 quilómetros e a taxa de escolarização no ensino público primário subiu de 86 para 93 por cento.

 

Para o presidente da Câmara da Amadora, Joaquim Raposo, o documento acaba por subscrever a meta da autarquia na revisão do PDM, cuja filosofia "não é a de aumentar a construção".

 

"Falta agora constituir as equipas, mas creio que este ano ainda conseguimos lançar as bases para a revisão", adiantou à Lusa o autarca, destacando a extensão da rede viária como um dos principais pontos positivos do REOT.

 

"Quando se fez o PDM, nem havia como objectivo ter o Metropolitano, portanto, em alguns aspectos conseguimos ultrapassar os objectivos, o que eleva agora o nosso padrão de resposta", afirmou.

 

Joaquim Raposo lamentou, no entanto, que ainda permaneçam alguns bairros degradados no município, embora tenham sido já eliminados 19 dos 35 bairros identificados em 1993, quando se preparava o PDM.

 

Na altura, havia registo de 4.855 barracas, ocupadas por 21.362 pessoas. Em Outubro de 2006, 4.443 agregados familiares tinham a sua situação habitacional resolvida.

 

Apesar da evolução, constam do REOT a "ausência de políticas de intervenção no parque habitacional privado", a "incerteza na continuidade dos programas de realojamento" - devido às dificuldades financeiras, e a desocupação de alguns fogos, o que resulta na sua degradação.

 

Por seu turno, o secretário de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades, João Ferrão, considera que o Relatório da Amadora marca uma "nova forma de prestar contas" que deveria ser seguida por todos os municípios.

 

Lembrando que o REOT nacional será apresentado à Assembleia da República no próximo Verão, o responsável apelou à colaboração das autarquias no estudo dos seus concelhos, uma vez que têm "capacidade técnica para tal".

 

"A Amadora entrou numa espiral de exigência que não tem recuo", conclui João Ferrão, durante a sessão de apresentação.

(lusa)

 

Escrevo eu: Nem tudo são rosas na Amadora, mas honra seja feita, de facto a Amadora melhorou substâncialmente nos últimos 12 anos....

 


comentar
r, em 14.07.08 às 11:38link do post | favorito

Foi aprovada pela Câmara Municipal da Amadora a requalificação do Parque Central. Este será o novo espaço temático, com cerca de 65.000m2, que a Câmara Municipal da Amadora irá criar.

 

Este parque terá como referência o Parque Playmobile na Alemanha, que é um dos melhores parques temáticos da Europa. No novo Parque Central pretende-se criar um mundo fantástico e mágico no qual todos, e em especial as crianças, irão descobrir um conjunto novo de emoções e experiências únicas.

 

Este parque único será possível porque a Câmara Municipal da Amadora decidiu juntar os parques da zona do lago com o parque da zona dos Polidesportivos, criando assim, um único parque de grande dimensão.

 

O novo Parque Central terá um lago interactivo, onde se destaca uma novidade a nível europeu que será a colocação de grandes bolas insufladas que irão permitir às crianças e adultos brincarem em cima da água, além de um barco de corsários, jangadas, gaivotas, pontes e nuvens de água pulverizada.

 

A nível de equipamentos exteriores ao lago vai ser construído o primeiro SMART-US de Portugal, que será uma espécie de “Playstation Gigante”. Este equipamento é constituído por um computador central e um conjunto de actividades físicas que são indicadas às crianças e adultos para efectuarem a partir de um cartão magnético que será fornecido a todos que o queiram, no Centro de Educação Ambiental da Amadora.


O resultado das actividades é então comparado, o que permite competir com outras crianças da Europa.

Junto ao lago existirão dois equipamentos importantes:
1) O primeiro será a construção do Centro de Educação Ambiental da Amadora, onde se vai ensinar todos os estudantes do 1.º, 2.º e 3.º ciclos, as regras para proteger o ambiente, a reciclagem e espaços para realizar experiências;
2) O segundo será a construção de uma zona de restauração, livraria do género “FNAC”, onde se poderá ler, almoçar e ouvir concertos no Palco do Lago.

A nível dos equipamentos infantis vai ser criada uma cidade espacial onde um conjunto de equipamentos relacionados com a conquista espacial permitirá que as crianças brinquem em segurança.

Este projecto será envolvido, todo ele, com circuitos de atletismo com pavimento surly, equipamentos de manutenção física, um campo multiusos com tapete sintético envolvido igualmente por uma pista de atletismo.

 

Na antiga Avenida dos Bombeiros Voluntários, que agora passa a integrar o parque e como novo percurso pedonal, onde poderão ser realizadas actividades diversas, como feiras do livro, antiguidades, etc., envolvido por uma densa arborização de romãzeiras que é um dos símbolos do Município.

 

 

 

 

A Câmara Municipal da Amadora aprovou a construção da Requalificação Paisagística da área envolvente do Bairro Janeiro, sendo o preço base estimado no valor de 628.460,14 € (Seiscentos e vinte e oito mil quatrocentos e sessenta euros e catorze cêntimos).


Este é o novo conceito de projecto que a Câmara Municipal da Amadora pretende implantar envolvendo uma grande área, estimada em cerca de 75.000 m2 onde irá introduzir-se o conceito de circuitos urbanos de atletismo e de manutenção física, simultaneamente haverá:
- espaços para idosos, junto à Universidade da Terceira Idade;
- criação de grandes espaços verdes envolvendo todo o projecto;
- criação de um espaço exclusivo para bebés e crianças na Praça de Angola, com uma densa arborização a envolver o espaço;
- a envolver todas as áreas, temos o 1º Circuito urbano de atletismo que irá permitir a realização de desportos e actividades físicas como hoje já sucede na Estrada dos Salgados.


A completar o projecto serão criados, cerca de 150 lugares de estacionamento, numa zona, hoje bastante carenciada de estacionamento.

     
 
REQUALIFICAÇÃO EDIFÍCIO MUNICIPAL
 
 
(cma)
 

comentar
r, em 19.05.08 às 17:21link do post | favorito

Parque Central: Projecto de requalificação apresentado aos moradores

 

O salão da Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos da Freguesia da Mina foi pequeno demais para a quantidade de moradores que quiseram conhecer em pormenor o projecto de reordenamento e requalificação do Parque Central da Amadora. Anunciado há alguns meses na Câmara Municipal, este projecto tem despertado preocupações por parte da população que habita nas artérias envolventes àquele equipamento, no coração da cidade. Uma preocupação que, inclusive, chegou a motivar a entrega de um abaixo-assinado, com cerca de uma centena de assinaturas.

Todavia, tal como havia prometido, o presidente da câmara, Joaquim Raposo, acompanhado pelo vereador responsável pelo pelouro de obras, Gabriel Oliveira, reuniu com os moradores, na passada sexta-feira, para lhes apresentar o projecto. "Olhámos para o projecto e tentámos anular alguns pontos negativos", realça o edil, justificando assim as razões de ainda não se ter realizado uma apresentação pública do mesmo.

Inaugurado em Abril de 1985, o Parque Central é constituído por três zonas distintas: a do anfiteatro, a do lago e a do polidesportivo. É precisamente na área que abrange as últimas duas zonas que vai ser feita a intervenção. Isto porque as duas áreas estão separadas fisicamente pela Rua dos Bombeiros Voluntários, não conferindo segurança às pessoas que transitem de um lado para o outro. "Este parque tem de ser para toda a gente, mas existem algumas zonas de conflito. As crianças não têm onde brincar e não há circuitos de manutenção, por exemplo", explica Joaquim Raposo.

Os moradores ficaram a saber que o lançamento do concurso público está previsto para Junho, embora os trabalhos não devam avançar antes de Novembro, mês de adjudicação. "A partir daí, serão apenas sete meses de obra", afiança o edil.

No projecto apresentado, do agrado da maioria dos moradores presentes, ficou bem claro que o Parque Central vai ser transformado num parque temático que terá a água como assunto principal. "Um conceito que pretende fazer com que as pessoas passem a tarde naquele espaço, em vez de o utilizarem apenas como passagem", realça Gabriel Oliveira. O actual lago do parque vai ser ampliado e a água devidamente tratada, possibilitando actividades como passeios de gaivotas, em jangadas ou em barcaças. "Haverá também unsinsufláveisem forma de bola para as pessoas brincarem dentro do lago", acrescenta o vereador. Este espaço vai ter cerca de 2500 metros quadrados e assume-se como principal atracção. Junto a este equipamento vai ser construída uma casa de chá e o centro ambiental da Amadora, num edifício todo envidraçado. Uma ‘playstation’ em tamanho gigante, onde os mais novos vão poder realizar um conjunto de actividades, será outra das atracções.

Mercê deste projecto, a Rua dos Bombeiros Voluntários desaparece e dá lugar a uma alameda pedonal com 14 metros de largura, onde serão plantadas romanzeiras, o símbolo da Amadora. O fecho desta artéria obriga ainda a um reordenamento do trânsito e dos sentidos de circulação naquela zona.

Um parque infantil, que vai recriar uma cidade espacial, e uma pista de tartan em redor do campo de jogos são outras das ideias presentes no projecto de requalificação, que contempla ainda um circuito de manutenção. Para reforçar a segurança, como complemento à iluminação tradicional, o recinto ficará dotado de "16 projectores" e alguns equipamentos, "como o parque infantil e o lago, serão vedados a partir de determinada hora", salienta o vereador, admitindo que estas intervenções vão orçar em cerca de três milhões de euros.

Entre as várias opiniões manifestadas, Rui Cardoso, morador no Largo Humberto da Cruz há 33 anos, ficou agradado com o projecto apresentado. "O quemais gostei foi ver que há mais segurança para as pessoas que precisam de atravessar o parque a determinada hora da noite", congratula-se.

Jornal da Região


comentar
r, em 15.05.08 às 16:32link do post | favorito

Foi construído em 2005 e localiza-se na Freguesia da Venteira, entre a Ribeira de Carenque e a Ribeira da Amadora. Tem como tema a água e os desportos radicais.

 

 

Uma das maiores atracções da Ilha Mágica do Lido é um lago, com cerca de 500 m2 de área e de profundidade reduzida. No seu centro está uma ilha com um mastro central, cujo objectivo é trepar. Essa ilha deverá ser conquistada por crianças e pais que, para o efeito, poderão utilizar barcos, jangadas, pontes e rappel para atravessar a água.

 

Existem diversas zonas de recreio infantil: combinados com escorregas, molas para baloiçar, plataformas giratórias, estruturas de trepar, um slide e um teleférico. Na zona Sul do Parque, encontra-se uma pista para skates e bicicletas, para a realização de campeonatos nacionais e internacionais, e um circuito de manutenção.

 

Para os adultos, são propostas diversas zonas de estadia e repouso ao longo do parque, equipadas com bancos, e uma área equipada com mesas e bancos para os mais idosos.

 

O Parque encontra-se fechado no período nocturno.


No período diário, tem o seguinte horário de funcionamento:
Verão: 9.00h às 20.00h
Inverno: 9.00h às 18.00h

A entrada é livre.

 

 


VISITANTES
Counter
INQUÉRITO
EM QUE AREA DEVIA A CAMARA DA AMADORA INVESTIR MAIS??
EDUCACAO
DESPORTO
OBRAS MUNICIPAIS
AMBIENTE E HIGIENE URBANA
ACCAO SOCIAL
REQUALIFICACAO URBANA
HABITACAO
CULTURA
ESPACOS VERDES
  
pollcode.com free polls
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


blogs SAPO