comentar
r, em 06.08.12 às 15:09link do post | favorito

 

 

 

 

A SUA OPINIÃO CONTA, PARTICIPE!

 

Os cidadãos poderão participar e apresentar as suas sugestões:
- no site da RAA até 31 de agosto;
- nas reuniões públicas a realizar em setembro nas Juntas de Freguesia, datas a indicar oportunamente

Para participar é necessário efetuar o registo neste site. Após o registo, proceda à autenticação e apresente os seus contributos para as designações das novas freguesias ou faça os seus comentários sobre a proposta.

 

 


comentar
r, em 01.08.12 às 10:30link do post | favorito

 

 

A Câmara Municipal da Amadora no seguimento de uma política de aproximação com os cidadãos e da sua integração de forma directa no processo de tomada de decisão quanto à vida da cidade adoptou o Orçamento Participativo (OP).

Com a implementação deste processo, a CMA pretende:
- Incentivar a participação dos cidadãos na vida pública;
- Aumentar a transparência e a eficiência da tomada de decisão;
- Exigir ao poder político um maior cuidado na prestação de informação às populações quanto aos gastos públicos;
- Gerar maior proximidade e confiança entre poder político e população;
- Incrementar a participação democrática dos cidadãos.

Orçamento Participativo 2013

Verba:
1.000.000,00€ (repartidos pelos anos de 2013 e 2014)
2012-05-15 a 2012-08-31
2012-10-01 a 2012-10-22
 
PARTICIPE, AQUI
 

 


comentar
r, em 26.07.12 às 12:11link do post | favorito

COMUNICADO DA CÂMARA MUNICIPAL DA AMADORA

 

Com o lançamento do Programa Especial de Realojamento foram colocados à disposição das câmaras municipais das áreas metropolitanas de Lisboa e Porto os instrumentos necessários para a erradicação dos seus núcleos degradados. Nesse contexto, a Câmara Municipal da Amadora realizou em 1993 um recenseamento nos vários bairros existentes no seu território, entre os quais o de Santa Filomena.

 

De acordo com esse levantamento, a Câmara Municipal da Amadora deparou-se com o desafio de realojar 562 agregados familiares, residentes em 442 habitações precárias, perfazendo um total de 1945 residentes.

 

Ao longo destes anos foram sendo encontradas alternativas habitacionais para 165 agregados familiares, 46 deles através de realojamento e 119 através de programas habitacionais (PER Famílias, PAAR e Retorno).

 

No decorrer deste processo foram excluídos 224 agregados resultantes de abandono do bairro e/ou existência de alternativas habitacionais.

Como resultado destes dados, foram até ao momento demolidas 188 construções dentro do bairro, existindo ainda em Santa Filomena 284 barracas correspondendo a 173 agregados inscritos no PER e 111 famílias em situação de ocupação ilegal.

 

Sem descurar a situação noutras áreas degradadas do concelho, a Câmara Municipal da Amadora tomou a opção de erradicar o núcleo degradado de Santa Filomena, fazendo para isso um grande esforço financeiro, sem qualquer apoio da Administração Central, com vista a dar condições dignas às inúmeras famílias que desde 1993 aguardam ansiosamente e legitimamente por um lar condigno.

 

Para tal, a Autarquia iniciou uma nova programação de intervenção no Bairro de Santa Filomena que, nesta primeira fase, envolve 46 agregados familiares. Destes, 28 estão inscritos no PER pelo que a Câmara da Amadora tem vindo a fazer um grande esforço financeiro para aquisição de fogos dispersos no mercado imobiliário e tem celebrado contratos de arrendamento com estas famílias.

 

Com as restantes 18, esta Autarquia tem prosseguido um trabalho sério de acompanhamento com vista à sua autonomização, tentando encontrar uma resposta adequada e que tenha em conta as especificidades e necessidades de cada um destes agregados. Desde 6 de março de 2012, e através de sucessivas reuniões com os serviços técnicos da CMA, foi possível encontrar soluções habitacionais para 10 destas famílias, encontrando no parque habitacional privado arrendamentos aos mesmos valores que, na sua maioria, suportavam já no bairro.

 

As restantes 8 famílias não manifestaram qualquer disponibilidade para procurarem outras alternativas habitacionais, em algumas situações não compareceram aos atendimentos marcados, fechando toda e qualquer hipótese de ajuda por parte desta Câmara Municipal.

 

Cientes da morosidade e envergadura de um processo desta génese, pela dimensão do número de agregados ainda por realojar, continuaremos convictos que a erradicação do núcleo degradado de Santa Filomena é uma etapa fulcral para atingir o objetivo de continuar a construir uma Cidade socialmente mais justa e territorialmente coesa no respeito e na prossecução dos interesses de todos os que nela habitam. 

 

 

 
 

comentar
r, em 20.07.12 às 12:13link do post | favorito

PARQUE CENTRAL DA AMADORA 

 

 

 

 PARQUE DA ILHA MÁGICA DO LIDO

 

 

PARQUE AVENTURA

 

 

PARQUE DA FANTASIA

 

 

 

 


comentar
r, em 12.11.10 às 15:20link do post | favorito

 

Tendo em conta a actual crise financeira do país, a Câmara Municipal da Amadora decidiu reduzir em 1% a participação variável em IRS dos sujeitos passíveis com domicílio fiscal na área do Município dos rendimentos relativos a 2010.

 

De acordo com a Lei das Finanças Locais, cada Município “tem direito, em cada ano, a uma participação variável até 5% do IRS” cobrado no seu concelho. A Câmara Municipal da Amadora aprovou prescindir de uma parcela deste imposto a favor dos seus munícipes, fixando em 4% a participação variável do IRS.

 

Esta medida representa uma redução na ordem dos 20% na receita da Autarquia, mas torna-se extremamente necessária por ser considerada uma medida social importante numa altura em que se pede um esforço financeiro de todos. (cma)

Marcadores: , , ,

comentar
r, em 12.11.10 às 15:18link do post | favorito

 

A Câmara Municipal aprovou o lançamento de uma derrama de 1,5% sobre o lucro tributável sujeito e não isento de IRC - Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas, para o ano de 2011, a aplicar aos sujeitos passivos que apresentem um volume de negócios a partir de 150  mil euros.

Tendo em conta que a Lei das Finanças Locais permite aos municípios lançar uma derrama até ao limite máximo de 1,5%, a CMA decidiu manter o valor máximo deste imposto de modo a reforçar a capacidade financeira necessária à concretização dos investimentos de qualificação urbanística, à elevação da qualidade de vida dos munícipes e à promoção da coesão social e territorial da cidade. 

A Autarquia aprovou igualmente o lançamento de uma taxa reduzida de derrama de 1%, para os sujeitos passivos com um volume de negócios que não ultrapasse os 150 mil euros, no ano anterior.

Taxas de IMI em 2011 aprovadas

Em relação ao Imposto Municipal sobre Imóveis, serão taxados em 0,68% os prédios urbanos não arrendados e não transmitidos, e em 0,38% os prédios urbanos que forem transmitidos no domínio de vigência do Código do Imposto Municipal sobre Imóveis.

Como forma de incentivar a reabilitação urbanística, a CMA aprovou ainda majorações e minorações às seguintes áreas habitacionais: Av. D. João V, Av. D. José I, Buraca velha, Mina-Sudeste, Parque Aventura - Bosque e Venteira Centro, nos seguintes termos:

 - Minoração de 20% da taxa de IMI, aos prédios urbanos que se encontrem em bom estado de conservação, ou em estado de conservação razoável.
- Minoração de 30% da taxa de IMI, aos prédios urbanos cujo estado de conservação tenha aumentado dois níveis relativamente à avaliação anterior.

- Majoração de 20% da taxa de IMI, aos prédios urbanos em estado de conservação que coloca em risco a sua normal utilização.

Pretende-se, desta forma, criar um estímulo à reabilitação urbanística do parque edificado privado, através da redução do imposto a pagar para os que promovam a manutenção e a conservação dos seus imóveis, contribuindo, desta forma, para a melhoria das condições de habitabilidade e da imagem urbana. Ao mesmo tempo, penalizam-se os proprietários que permitam a degradação contínua e sistemática dos seus prédios, comprometendo a segurança de pessoas e bens. (cma)

Marcadores: , , ,

comentar
r, em 27.10.10 às 18:33link do post | favorito

 

 

 

 

O Ski Skate Amadora Parque vai dedicar um fim-de-semana inteiro ao desporto de neve com mais praticantes em todo o Mundo. É o SKI WEEKEND e acontece no fim-de-semana de 6 e 7 de Novembro.

 

O grande destaque do evento é sem dúvida, o Ski Open de Outono, uma competição organizada pela FDI Portugal (Federação de Desportos de Inverno) que promete momentos de grande emoção na Pista Principal do Ski Skate Amadora Parque.

 

Os melhores esquiadores do momento já confirmaram a sua presença para disputar esta prova de slalom, onde vence aquele que conseguir percorrer um trajecto no menor espaço de tempo. As inscrições para a prova decorrem das 11h às 13h e a competição tem inicio às 15 horas.

O Ski Open de Outono realiza-se a 6 de Novembro, sob a chancela da FDI Portugal e com o apoio da K2 Skis e da Protec.

 

A pensar nessas pessoas e para comprovar que actualmente o Ski é um desporto acessível a todos, o Ski Skate Amadora Parque preparou uma série de actividades para Domingo, dia 7 de Novembro.

 

Das 15h às 16h30, os visitantes do Ski Skate Amadora Parque vão poder usufruir de um workshop de Ski, totalmente gratuito. As inscrições para o workshop decorrem durante a manhã e têm vagas limitadas. Vai haver ainda sessões de autógrafos e sorteios de Packs de Ski (compostos por 10 entradas no parque e 10 horas de utilização de pistas com todo o equipamento desportivo necessário).

 

Além disso, durante o dia de Domingo, os preços do Ski vão estar ainda mais baixos e é possível esquiar 1 hora com todo o equipamento incluído por apenas 2,50€.

 

Se é um amante deste desporto, se é um praticante acérrimo, se tem curiosidade em experimentar, se já pensou nisso mas nunca teve coragem… não deixe escapar esta oportunidade e venha participar no SKI WEEKEND. Para experimentar, praticar ou simplesmente assistir....

 

O SKI WEEKEND é uma organização conjunta do Ski Skate Amadora Parque e do Radical Skate Clube e conta com o apoio da FDI Portugal, responsável pela organização do SKI OPEN DE OUTONO. O evento conta ainda com o apoio da K2 Skis, Protec, Hospital da Luz - Centro Clínico da Amadora, Câmara Municipal da Amadora e Clube da Água do SMAS Oeiras e Amadora.

 

Para mais informações, visite o site www.skiskate-amadora.com ou contacte-nos pelo telefone 936 139 798 ou pelo email geral@skiskate-amadora.com.

 

 


VISITANTES
Counter
INQUÉRITO
EM QUE AREA DEVIA A CAMARA DA AMADORA INVESTIR MAIS??
EDUCACAO
DESPORTO
OBRAS MUNICIPAIS
AMBIENTE E HIGIENE URBANA
ACCAO SOCIAL
REQUALIFICACAO URBANA
HABITACAO
CULTURA
ESPACOS VERDES
  
pollcode.com free polls
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


blogs SAPO
subscrever feeds